Em 6 meses, região Oeste da Grande SP ganha 11,5 mil empresas

Um total de 11,5 mil novas empresas se estabeleceu em cidades da região Oeste durante o primeiro semestre deste ano. Até dezembro de 2013, as 7 maiores cidades dessa área somavam 191 mil estabelecimentos, número que chegou a 202,4 mil em 1º de julho de 2014.

Os dados são do “Empresômetro”, site mantido pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário (IBPT) e que acompanha, em tempo real, o número de empresas públicas e privadas abertas, dos mais variados setores, nos maiores municípios brasileiros. A única cidade da região que não faz parte do levantamento é Pirapora do Bom Jesus.

Essa expansão de 6% representou ainda um ritmo de 1,9 mil empresas por mês chegando à região, ou ainda de 63,8 aberturas de novos empreendimentos por dia.

Ainda de acordo com o levantamento, Osasco, dona do maior parque industrial da região, viu seu número de estabelecimentos passar de 58 mil para 61,8 mil nesse período, um crescimento de 6,5%, e conta, atualmente, com o 10º maior número de estabelecimentos do Estado de São Paulo.
Os maiores crescimentos, no entanto, foram puxados por cidades de menor porte. Em Itapevi, o total de empresas cresceu 7,75% no primeiro semestre, passando de 11,7 mil para 12,6 mil. Jandira veio quase no mesmo ritmo, com alta de 7,62% e total de empreendimentos subindo de 7,6 mil para 8,2 mil. A terceira maior expansão ficou com Carapicuíba, que hoje conta com 26,3 mil empresas, contra 24,5 mil no final do ano passado, uma alta de 7,15%.

Em Cotia, o total de empreendimentos cresceu 6,68%, de 22,7 mil para 24,2 mil, enquanto e, Barueri a elevação foi de 5,82%, de 33,9mil para 35,9 mil. O pior desempenho regional foi o de Santana de Parnaíba, onde o total de empresas cresceu 2,58% no primeiro semestre, de 32,5 mil para 33,4 mil.

Postagens mais visitadas deste blog

Manual para se entender um osasquense

O extremo potencial turístico de Osasco

E se a Zona Norte de Osasco virasse mesmo uma cidade?