10 costumes típicos de um osasquense

Todas as cidades têm seus costumes e seus hábitos, por mais que sejam estranhos, cada cidadão que vive em tal cidade já nasce com tais hábitos. Em Osasco não é diferente, ao contrário do que muitos pensam, não temos apenas um hábito - o de comer Hot Dog - e sim muitos, desses muitos vamos citar apenas 10 deles ( se não, convenhamos, o artigo fica bem cansativo, não ?).

Vamos parar de blá blá blá e ir direto à lista, não é meu povo ? segue aí, uma lista com 10 hábitos que com certeza muitos osasquenses ( se não todos ) irão se identificar.

1- Está com pressa? cumprimente a pessoa com apenas um beijinho na bochecha e um abraço discreto.

Esse hábito não deve ser apenas do osasquense, mas sim do paulista em geral, quando você chega à uma festa por exemplo, e tem muitas pessoas para cumprimentar, geralmente é esse o cumprimento usado.

2- Ao invés de dizer "Vou ao centro", diz "Vou à Osasco". E quando se refere à cidade de São Paulo diz "Vou ao centro" ou "Vou à cidade".
Isso deve ser devido aos parentes e moradores mais antigos da cidade, que moram aqui desde a época em que Osasco não passava de um mero bairro e distrito da capital Paulista. Mas até as novas gerações costumam usar esse termo.

3- Dizer "Hot Dog" ao invés de "Cachorro-Quente"
Todo osasquense que se preze, não passa no centro de Osasco sem comer um Hot Dog, e como somos sofisticados (sqn) não dizemos o termo brasileiro, e sim o Norte-Americano. Ao invés de "Cachorro-Quente", dizemos "Hot Dog".

4- "Minha cidade tem defeitos, mas só eu posso menciona-los"
Osasquense é bairrista, não tem jeito. A cidade pode ter o defeito que for, mas se alguém de fora mencionar algum já vira motivo de briga. Ou seja, eu posso citar os defeitos da minha querida cidade, mas você daí de fora que fique calado.

5- Dia de sol? Bora pro Shopping, meu !
Proporcionalmente, por população, Osasco tem mais shoppings que a capital paulista. Isso se deve ao grande público consumidor de classe média ( prevejo osasquenses dizendo que é a "classe média do PT", outro hábito ) presente na cidade. Então, aos fins de semana : Partiu compraas ! 

6- Isso não é de toda família, mas pra maioria, almoço de domingo é sagrado.
Como já citado, não são todas as famílias que fazem isso, mas geralmente, as mais tradicionais, cujo todos os membros moram na cidade costumam se reunir na casa de um dos familiares todos os domingos, almoçando, jogando papo fora e tomando um café da tarde.

7- Osasquenses adoram fazer filas pra tudo, isso é fato.
Osasquenses nascem com o dom de fazer filas. É fila para cumprimentar, para usar o banheiro, para entrar no barzinho, para pagar, para entrar no ônibus e muitas coisas. Veja que maravilha, somos educados e organizados (sqn novamente).

8- Reduzir o nome dos bairros, de Vila Yara vai para "Viliara", de Vila Yolanda vai para "Vilholanda" e assim vai.

"- Onde você mora?
 - Moro ali na ( Vila ) Campesina, e você?
 - Moro ali na City (Bussocaba)"

Todos os bairros com nomes "reduziveis" tem o nome reduzido. 

9- Osasquense que tem carro, depende do carro pra tudo.
Osasco tem uma das maiores frotas de carros do Brasil, há muita gente que reclama até demais do trânsito pesado da cidade, porém, sai de carro para ir à padaria ali da esquina comprar pão.

10- Osasquense que é osasquense nunca sabe de fato o bairro em que mora.
"- A conta de luz diz que eu moro na Vila Osasco, mas podia jurar que era Bela Vista, afinal, veio Bela Vista na conta de água". Os bairros da nossa cidade são realmente bagunçados, dentro de cada bairro parece que existem milhares de outros bairros que vem nas contas à pagar. Afinal, qual é o endereço certo? O do google, o da prefeitura ou o da Eletropaulo ?


E aí? com quais itens você de fato se identificou? Usamos esses dados com base no cotidiano de cada osasquense com quem convivemos ( ou não ). Espero que tenham se identificado ( espero mesmo. hehehe ).






Postagens mais visitadas deste blog

Manual para se entender um osasquense

O extremo potencial turístico de Osasco

E se a Zona Norte de Osasco virasse mesmo uma cidade?