Açucará: Qual seria a solução?

Comunidade Açucará
Creio que poucos saibam onde fica esse lugar denominado "Açucará". Pois bem, é uma comunidade enorme, que faz parte do Portal D'Oeste, Bonança e Três Montanhas, no extremo norte de Osasco.

Esse local nasceu a partir de um erro do ex-prefeito Celso Giglio (que também provocou o desenvolvimento de outros bairros precários da cidade de Osasco). Sim ,é um erro. Peço mil perdões a quem mora por essas bandas, mas se as administrações anteriores da Prefeitura de Osasco tivessem um minimo de bom senso, esse aglomerado de casas precárias não existiria.


Conjunto Miguel Costa
A Prefeitura de Osasco tem Projetos Habitacionais incríveis, desde o Conjunto Miguel Costa, no Quitaúna, até o Portal D'Oeste, no Bonança. Mas a forma como a Prefeitura coordena a entrega de chaves de tais conjuntos é errônea. Famílias ficam em uma fila interminável recebendo Bolsa Aluguel, até que a chave de seus apartamentos seja sorteada, e isso impossibilita que a prefeitura promova a retirada de outras comunidades irregulares, pois a fila só aumentaria, e o ciclo interminável continuaria por anos. A Prefeitura de Osasco deveria entregar a chave de acordo com a Comunidade. Como assim? Cada comunidade tem uma demanda diferente, devido ao número de moradores e proporções, então por que não fazer por passos? 


Conjunto Miguel Costa
Você cadastra todas as famílias de comunidade x no Porgrama Bolsa Aluguel, retira a comunidade irregular, e constrói o conjunto habitacional de acordo com a demanda de determinado local. Pronto! Assim que prontos, as famílias de tal comunidade já receberiam as chaves de seus apartamentos ou casas (dependendo do projeto).

Mas acima de tudo, tem que ser algo bem feito. O que as prefeituras fazem muitas vezes, é simplesmente construir favelas verticais. Já que a intenção é proporcionar qualidade de vida a população, siga os moldes do Conjunto Miguel Costa. Faça áreas para o comércio (de preferencia para quem já tinha comércio dentro da comunidade), ruas e calçadas largas, praças e áreas de convivência para a população, além de um planejamento decente. 

As áreas livres do Açucará são grandes, logo devem ser retiradas e urbanizadas aos poucos. Após feito isso, deve-se investir em uma estrutura decente nas áreas que já possuem casas de alvenaria, e em alguns casos, possuem até asfalto. Colocando calçadas, saneamento básico, praças, construindo creches e escolas de ensino fundamental/médio, iluminação pública decente, dentre outros fatores que fazem um local ser digno de se viver.

O Açucará é um local abandonado há anos, e vem crescendo cada vez mais! Tirarei o meu chapéu para o prefeito que conseguir controlar o crescimento dessa comunidade, e ainda por cima regularizar a situação daquele local. Mas com boa vontade e muito planejamento, tudo é possível!

Postagens mais visitadas deste blog

Manual para se entender um osasquense

O extremo potencial turístico de Osasco

E se a Zona Norte de Osasco virasse mesmo uma cidade?